Impresso de ChabadMorumbi.org.br
ב"ה

Nós e as lagostas

Sexta-feira, 05 Fevereiro, 2021 - 12:51

Caros amigos,

Esta semana, o mundo perdeu o rabino, médico e terapeuta Abraham Twersky, de 90 anos. Autor prolífico, certa vez lhe perguntaram como ele conseguiu escrever tantos livros, mais de 60. E ele respondeu: “De fato, só escrevi um livro, pois foram várias maneiras diferentes de abordar o mesmo assunto”.

O Dr. Twersky dizia que muitas pessoas — mesmo com saúde, boa família e dinheiro — não conseguem ser felizes por falta de objetivos e significado em suas vidas. Ele dedicou a sua vida — e este era o foco de seus livros — a ensinar a encontrar a verdadeira felicidade que está dentro de cada pessoa. Ele escreveu uma parábola interessante, fazendo uma analogia à lagosta. Como a lagosta tem um corpo muito macio, D’us deu a ela uma concha muito rígida para se proteger dos predadores. Só que a concha não acompanha o crescimento do corpo. Em determinado momento, o espaço fica desconfortável, e a lagosta precisa trocar de concha. Ela então sai da concha, tornando-se vulnerável e presa fácil dos predadores. Mas só assim ela pode crescer. Esse processo ocorre repetidas vezes, durante a vida das lagostas.

Os seres humanos são iguais. Às vezes nos sentimos confinados, apertados e oprimidos. Mas isso é realmente o que nos faz crescer!

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

Comentários sobre: Nós e as lagostas
Não há comentários.