Impresso de ChabadMorumbi.org.br

Blog de Inspiração para Crise do Coronavírus

De novo em quarentena?


Caros amigos,

Nos últimos 3.331 anos, desde a saída do Egito, celebramos Pessach junto com a nossa família, amigos e com a comunidade. Mas há 3.332 anos, na noite anterior à saída do Egito, fizemos nosso primeiro Pessach em quarentena, sozinhos, em nossas casas. "Ninguém deve sair de casa" foi uma das instruções que recebemos de D'us na época.

Parece que D'us está querendo que façamos o Seder deste ano igual ao que os nossos ancestrais fizeram quando saíram da escravidão do Egito. E que "coincidência", este ano o Seder será na quarta-feira à noite, o mesmo dia da semana como naquele primeiro ano!

Pelas circunstâncias, o Seder deste ano será relembrado pelas nossas famílias para sempre. Cabe a nós garantir que estas memórias sejam as mais incríveis e inspiradoras.

Você precisa de orientações para organizar o Seder? Oferecemos todas as instruções necessárias para fazer deste Seder uma celebração inesquecível. Estamos dando aulas ao vivo por intermédio do “zoom”, além de e-mail e telefone.

Veja aqui um guia completo do Seder, incluídos vídeos e a Hagadá em Hebraico e português. Se você tiver alguma dúvida ou se pudermos ajudá-lo de alguma forma antes de Pessach, não hesite em nos procurar.

Desejando a você e sua família um Pessach libertador, saudável e alegre!

Rabino Dovi e Chani

A Boa Notícia

 Caros amigos,

Os nossos sábios ensinam que D’us propositadamente espalhou nós judeus por todo o mundo, pois se algum de nós sofrer perseguição, sempre tenha outros do outro lado do mundo que possam nos apoiar.

Mas agora estamos uma situação completamente diferente; não há perseguidores e nem perseguidos. Estamos todos juntos nisto. Ninguém sabe como esta pandemia vai terminar. Nós pensávamos que tínhamos visto de tudo, porem nenhum evento que aconteceu no passado tem qualquer semelhança com o que está acontecendo agora.

O Talmud descreve alguns sinais indicativos de quando este exílio chegará ao fim. Um deles será quando o nosso povo clamar: "e não temos ninguém em quem nos apoiar senão nosso Pai no céu". Pois é, chegamos exatamente nesse ponto.

Reconhecer que estamos em Suas mãos e que não há poder nenhum a não ser o de D’us, não deveria nos assustar. Pelo contrário, já era hora de reconhecermos isto. Na oração de Aleinu que todos cantam juntos em todas as sinagogas, nós citamos o versículo “Veyadata Haiom...” (“Saiba, pois, neste dia e leve ao teu coração, que D'us é D'us; nos céus acima e sobre a terra abaixo, não a nenhum outro”).

A boa notícia é que na sequência do Talmud, está escrito que quando atingirmos este ponto, Mashiach vai chegar.

Façamos a nossa parte, fortalecendo o nosso reconhecimento e a nossa fé. Vamos nos preparar para a sua vinda.

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

Mitzvá não ir à sinagoga

Caros amigos,

As sinagogas estão fechadas!!! Pode ser a primeira vez na História que a maior parte das sinagogas do mundo estarão fechadas em Shabat. Mesmo no gueto de Varsóvia, os judeus mantinham as sinagogas abertas. Judeu e sinagoga é como peixe e água.

É com certeza que D’us está querendo algo de nós. E, se em tempos normais precisamos das bençãos do Criador do homem, ainda mais neste momento: necessitamos de bençãos especiais e adicionais.

“Fazer do limão uma limonada” tornou-se meu slogan. Porque um dos princípios básicos de nossa fé é que há uma missão a cumprir, para cada pessoa, a todo momento. E em momentos extraordinários, são esperados de nós atos ainda mais extraordinários!

Agora é o nosso momento, D'us está chamando cada um de nós para fazer algo extraordinário. Podemos ficar em casa e fazer Shabat da forma mais acertada, como nunca fizemos antes.

“Entrem em quarentena” de todo aparelho eletrônico! Sem celular, sem computador, sem televisão. Fazendo isso, você terá uma amostra de um Shabat tradicional que muitos experimentam semanalmente! É uma degustação do Paraíso! Falo por experiência própria, é o que a nossa família faz todo Shabat.

E claro, meninas e senhoras, iluminem o mundo a partir de suas casas.  Juntem-se a mulheres no mundo inteiro e acendam as velas de Shabat às 17:57.

Fazendo do jeito que D`us quer que façamos, faremos do limão uma deliciosa limonada!

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

P.S. Parece que rezar sozinho em casa neste Shabat, é o que D”us quer de nós. Veja neste vídeo uma explicação importante. 

Pandemia

Caros amigos,

O mundo está atravessando um momento histórico. Ontem, a crise do coronavírus foi declarada uma pandemia, ou seja, uma epidemia global, e o mundo está pisando em terreno desconhecido, pois nunca enfrentou uma pandemia assim, estando interconectado tão fortemente. E a situação muda a cada minuto. É provável que até eu enviar este e-mail aconteçam mais mudanças drásticas.

Cancelamentos de viagens e eventos públicos, fechamento de escolas e escritórios, etc. Cada vez mais as pessoas estão entrando em quarentena, e isso traz um outro grande e sério desafio: tédio, monotonia! Em Israel, há campanhas divulgando ideias como: “faça do isolamento uma terapia de casal”, ou “treinamento de Pilates para ativar todo o corpo”, ou “promoção de livros [eletrônicos] para adolescentes”.

Há tempo pessoas vivem em quarentena emocional. Elas podem ter muitos amigos no Facebook e no Instagram, porém, emocionalmente, são solitárias. Agora que estamos sendo forçados, por força maior, a ficar fisicamente isolados, então, voltemos aos bons velhos tempos, quando as redes de contatos eram bem menos amplas, porém muito mais profundas. Uma ótima oportunidade para transformar o limão em limonada!

Limite o tempo de tela! Para jovens e adultos. Aproveite o tempo para conversar, não pelo WhatsApp, mas conversas “olho no olho”. Tire a poeira dos velhos e guardados jogos de tabuleiro, leia livros de papel, não eletrônicos. Fazendo isso, você terá uma amostra de um Shabat tradicional que muitos experimentam semanalmente! É uma degustação do Paraíso! Falo por experiência própria, é o que a nossa família faz todo Shabat.

Uma mensagem importante para concluir: a Cabalá nos ensina que “não existe nenhum ser vivo — nem mesmo um vegetal — que não tenha um anjo da guarda no céu que lhe sacode e diz: ‘Cresça!’”. Esta frase expressa a fé básica do Judaísmo: há uma Providência Divina que envolve tudo, desde os vegetais até o ser humano.

É mais um momento para fortalecer a nossa fé e ligação com nosso Criador. Ao reconhecer que cada acontecimento em nossas vidas é uma parte essencial dos desígnios de D’us, podemos nos afastar dos medos. Já não há mais dúvidas de que não podemos prescindir de D’us. Temos que ser fortes e confiantes; não estamos sós!

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

Urgente: Devemos seguir as orientações dos profissionais da saúde de maneira séria e rigorosa. Em nossa Sinagoga, estamos levando isso muito a sério e adotando medidas importantes em relação à higiene, limpeza, etc. Temos álcool gel disponível em todos os ambientes.

P.S. É hora de aumentarmos as orações, e neste Shabat faremos juntos uma oração especial pela crise mundial. Na prédica, transmitiremos mensagens positivas em função desses tempos nebulosos que estamos passando.

Coronavírus

Caros amigos,

O mundo está em pânico e em histeria. Amigos que possuem fábricas na China estão extremamente preocupados. Minha família na Itália está aflita. Meus colegas dos Beit Chabad no Extremo Oriente estão em estado de alerta em relação à situação na comunidade e com os mochileiros locais. E piorando as coisas, hoje o vírus infectou uma mulher no Japão pela segunda vez, aumentando as preocupações sobre o processo de cura.

Mas é justamente esta situação que também nos faz acreditar em uma força superior...

Quem poderia imaginar que a maior economia mundial e seu império de trabalhadores estariam lutando por sua sobrevivência?! Achávamos que nada poderia parar ou impedir o maior produtor de praticamente tudo que consumimos.

Mas fica evidente que D’us existe não apenas no infinito distante, mas também está aqui na Terra, entre nós.

Minha tia da Itália descreveu Milão como uma cidade fantasma. Escolas e Sinagogas estão fechadas. Milão! Vocês sabem como é nesta época do ano? É semana de desfiles de moda, quando as ruas ficam cheias de modelos, os turistas do mundo inteiro enchem os cafés chiques do centro, a cidade fica lotada de compradores importantes de todos os países, especialmente de... chineses! Mas não agora. Os supermercados estão vazios, as pessoas entraram em pânico e compraram tudo o que podiam, caso precisassem ficar presas em suas casas, com medo de respirar o ar lá fora.

Vemos como o ser humano é pequeno e vulnerável. Nós pensamos que sabíamos tudo, e então chega um vírus, minúsculo, através de uma tosse, de um espirro. E o mundo inteiro fica de joelhos.

Como diz o famoso ditado íidiche: “Mentsh tracht und Got lacht” (“O homem planeja e D’us dá risada”). Com um “clique”, Ele muda a ordem mundial.

Então, é hora de confiar mais, orar mais, e procurar saber qual a nossa missão neste mundo. E o mais importante: confiar no Todo-Poderoso, pois diante d’Ele tudo tem sentido.

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

Coronavírus e o sorriso

Caros amigos,

A situação na China é grave. O coronavírus infectou mais do que 25 mil pessoas em todo o mundo e já matou mais de 550 pessoas. Muitas cidades chinesas parecem cidades fantasmas e todos estão usando máscaras em lugares públicos.

O rabino Greenberg, do Beit Chabad de Xangai, permanece na China, e distribuiu 10.000 máscaras de proteção para a população local. “É uma honra para nós ajudar aqueles que abriram as portas para o nosso povo quando ele precisou de ajuda, nos tempos sombrios da História”, disse o rabino Greenberg, acrescentando que “essa é uma pequena expressão de gratidão ao povo chinês por sua amizade e apoio”. A distribuição foi realizada em Hongkou, onde dezenas de milhares de judeus que fugiram da Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial encontraram um porto seguro entre os cidadãos locais.

Veja aqui fotos da distribuição em frente à placa comemorativa no Museu dos Refugiados Judeus, em Xangai.

As máscaras podem impedir a propagação da doença, mas também há um "efeito colateral" indesejável que as acompanha. É o sorriso que faz falta, porque fica escondido.

A Cabalá diz que o nosso sorriso atrai o sorriso de D’us. Nós não podemos curar as doenças das pessoas, mas podemos fazer algo de bom para ajudá-las. Sorria para os outros. Isto atrairá o sorriso de D'us, que pode fazer milagres.

Um abraço e Shabat Shalom,
Rabino Dovi

Procurando postagens antigas? Veja a barra lateral para o Arquivo.